quinta-feira, 21 de junho de 2018

Tutorial de Prática Pedagógica usando Facebook

E aí galera!!

Esta postagem é sobre um tutorial de prática pedagógica utilizando o facebook, se você ainda não viu, clique aqui e dá uma olhada, só vai demorar 5 minutos!

Já gravamos um vídeo, postamos exemplo e para não ficar nenhuma sombra de dúvida, aí vai um passo a passo para a realização da atividade.

Antes porém, deixaremos as imagens e os links que prometemos no vídeo.

Aqui está o link para o curso que deu a base para a ideia, o curso dá certificado e a Denise fez durante um conjunto de oficinas na Diretoria de Regional de Ensino do Campo Limpo, aqui na zona sul de SP
É sobre Internet das Coisas, é um conceito muito interessante, vamos escrever um artigo sobre isso, eis o link:
CODEioT

Aqui estão os links para mais informações sobre Sala de Aula Invertida:
FAPPES
Educação e Tecnologia
Vídeo muito legal do Canal Futura
A Rede Educa

Abaixo seguem as imagens que você pode utilizar nos seus slides:


    
       


Segue o passo-a-passo sobre todo o processo:

1- Crie uma página no facebook para compartilhar com seus alunos os conteúdos das aulas;

2) Crie slides no power point, sempre que desejar que o estudante interaja com o conteúdo, faça uma pergunta direcionada, provocativa e que o instigue a expressar sua opinião comentando o assunto;

3) Insira uma imagem, celo com a palavra "comente" nos slides que julgar apropriado . Desta forma você estará sinalizando ao aluno os momentos em que ele participará comentando o assunto.

4) Slide pronto, é só salvar em formato jpeg, assim como exemplificado no vídeo.

5) Agora você vai criar um álbum no facebook para inserir todos os slides que se transformaram em imagens por conta do formato que você salvou.

6) Verifique se as imagens estão na ordem desejada e poste o album.

7) Diga aos alunos o nome da página e peça que curtam para facilitar os próximos acessos;

8) Você pode estabelecer regras de utilização do facebook como ferramenta de aprendizagem. Deixe bem claro o que não será permitido, e que os comentários deverão ser respeitosos.

9)Acompanhe  e responda os comentários. Neste momento, nosso papel será mediar a discussão de ideias.

10)Feedback: Peça aos alunos que avaliem a atividade, os pontos positivos e negativos.

É isso... agora mão à obra e quando tiver resultados, por favor compartilha com a gente alí na região dos comentários!

Obrigado e até a próxima!

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Conheça um curso grátis de QUÍMICA disponibilizado pela PUC RIO


Oi gente!!

A dica deste post é sobre o CONDIGITAL, que se trata de uns cursos na área de QUIMICA muito bacanas disponibilizados pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro através de uma plataforma gratuita com diversos cursos em vídeos e podcasts.

Os cursos não são efetivamente destinados a docentes, de qualquer maneira a qualidade e a abrangência dos temas, além claro do renome da instituição que os disponibiliza torna essa mais uma oportunidade muito boa de aprimoramento pessoal e profissional!

Você pode também indicar para seus alunos!!


O Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação a Distância, lançou incentivos para produção de conteúdo pedagógico digital e por meio dessa ideia, a PUC-RJ trouxe-nos o projeto CONDIGITAL que, de acordo com a faculdade tem os seguintes objetivos:
  • Apoiar a produção de conteúdos educacionais digitais multimídia para o enriquecimento curricular e o aprimoramento da prática docente;
  • Incentivar produções nas áreas das ciências e tecnologias, voltadas ao Ensino Médio;
  • Contribuir para a melhoria da formação docente, tanto inicial quanto continuada;
  • Tornar disponíveis conteúdos, metodologias, materiais e práticas pedagógicas inovadoras no ensino de Química, Física, Biologia, Matemática e Língua Portuguesa com ênfase na criatividade, na experimentação 

O público-alvo destes conteúdos varia grandemente em relação à idade, formação e localização geográfica e o projeto tem como objetivo secundário a valorização da experiência individual e o tratamento dos conteúdos a partir da experiência de vida e cultura dos alunos.

Todos os objetos educacionais digitais foram avaliados por especialistas e por alunos através de instrumentos para a Avaliação da Qualidade de Objetos de Aprendizagem.
Você já fez algum curso destes? Valeu a pena?
Conhece alguém que tenha uma experiência para compartilhar conosco?

Se sim, não esqueça de escrever nos comentários e se acredita que esta postagem possa ser útil para alguém, não deixe de compartilhar!!

Grande Abraço a até a próxima

Baixe material pedagógico produzido pela unesco da Série Mulheres na História da África



Olá colegas!

Queríamos compartilhar com vocês um material muito interessante, rico e elucidativo sobre uma parte importante da História Africana.

Se trata da história da rainha Njinga Mbande, governante da região do Ndongo e do Matamba localizados em Angola.


Ela foi uma personagem impar não só como governante, mas no processo de resistência dos povos africanos aos Europeus, não só como líder guerreira, mas também como diplomata!!

Se trata de um e-book que foi produzido pela UNESCO em 2014 e está disponível para download gratuito em diversos idiomas, inclusive o Português.
                      

É um material muito rico que conta com 56 páginas contendo um dossiê pedagógico com muita informação para auxiliar o professor, além de uma história em quadrinhos detalhada e outras informações não só sobre a história da rainha, mas também do continente africano e diversos outros desafios encontrados pelos habitantes do continente africano que tornam mais fácil o entendimento do contexto histórico!

Ao todo, são 56 páginas que, ao tratar da história da personagem principal, também faz conexões com a história de Angola e seus desafios, como o tráfico de escravizados(as), construção de identidade da população e como a figura e atitudes de Njinga inspiraram diversas religiões de origem africana.

A produção é de primeira e por isso fomos procurar outros temas... até encontramos, mas nenhum mais em português, somente em Francês e Inglês!

O material foi produzido pelo setor da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, e publicado por meio da Divisão das Sociedades do Conhecimento – Setor de Comunicação e Informação, com apoio da Divisão para a Igualdade de Gênero, com financiamento do Governo da República da Bulgária.

                                Clique para abrir o arquivo PDF e fazer o download


Finalmente, clique na imagem acima para fazer o download e se tiver interesse em comprar uma versão impressa também é possível, basta acessar o site da Editora Cereja.
Assim que encontrarmos outros itens como este em português, lançaremos aqui no site

Foi útil pra você?
Deixe nos comentários ou compartilhe com outros colegas!

Grande Abraço




quinta-feira, 22 de março de 2018

Vamos trocar livros? Veja 6 sites para ajudar nesta tarefa!!

E aí, pessoal!

Hoje nós queremos escrever mais uma vez sobre incentivos à leitura!

Sabemos o quanto nossos jovens tem problemas em decorrência da defasagem de leitura que inclusive vai reverberar na vida adulta.  Isso se dá, entre outros fatores pela falta de incentivo e criação do hábito de ler. 


Sabemos que um adulto que não pratica constantemente a leitura, tem uma menor compreensão crítica das situações, ao passo que quando o hábito da leitura é presente, incontáveis benefícios são alcançados, o que é bom não só para o indivíduo, mas também para a sociedade como um todo!

Também é importante falar dos milhares de nós que se deliciam com os prazeres da leitura, seja ela em livros ou nos leitores digitais!

Para todos estes casos podemos utilizar estes sites abaixo!


Inclusive para criar uma atividade ou um projeto na escola! A ideia do artigo surgiu ontem num papo com uma colega professora no face (VALEU DENISE PERUZZO) e já foi o suficiente pra eu e minha esposa já conversamos sobre algumas ideias de como se utilizar em atividades pedagógicas e acho que logo sai outra postagem com práticas!

Por hora acho que pode ser uma boa atividade/projeto pros colegas de qualquer disciplina pra quando forem levar os alunos para sala de informática... podemos pedir que eles tragam um livro e o processo de envio pode ser feito com supervisão do professor.... na pior das hipóteses vai fazer chegar na mão do aluno um livro que ele queira, ou cujo processo de aquisição foi tão singular que ele vai mesmo criar o hábito da leitura à partir daquele livro... ou pode não sensibilizar também.. rsss a gente sabe!! Mas tem o problema do envio ser pago....


E sempre há a ideia da feira de livros na escola que pode ser aprimorada com o ambiente virtual!!

Você pode se interessar também por estes artigos:
25 canais no youtube sobre livros
Como fazer um documentário com seus alunos em 7 passos

Bem, se você tiver uma boa ideia e colocá-la em prática antes de mim ou da Denise, faça o favor de deixar nos comentários pra auxiliar outros colegas!! :)

O esquema de funcionamento dos sites é simples, existem variações como por exemplo, entregar o livro pessoalmente, mas na maioria dos sites, o esquema é o seguinte:

1- voce se cadastra no site





2- Cadastra no site uma lista dos seus livros que você se propõe a trocar



3- Quando alguém tiver interesse em um livro seu, vc mesmo envia pelo correio e paga a postagem







4- Mande o código de rastreamento dos correios pra pessoa que pediu o livro





5- Quando o livro chegar lá, a pessoa te habilita no site a pedir um livro





6- aí voce  já pode pedir um livro de alguém no site, espere mandarem o código de rastreamento e por aí vai..

E aí vai  lista dos sites.. é tudo muito simples:

1 - Livra Livro
Pra cada livro que você envia, tganha um ponto e cada ponto te dá direito a pedir um livro

2 - Skoob
Uma rede social de leitores onde trocas acontecem, mas não são a prioridade. É um ótimo lugar pra quem gosta de ler!

3 - BookShare
Uma rede social também com diversos espaços, ideias e canais de interatividade para quem gosta de conversar e trocar ideias sobre suas leituras.

4 - BookMooch
Versão nacional de um site gringo já muito tradicional de troca de livros

5 - BookCrossing
Site simples e com uma grande quantidade de títulos! Também é gringo e te dá a oportunidade de trocar livros com pessoas de diversas pessoas pelo mundo!!

 6  - Troca de Livros
Até o fechamento desta edição, este site ainda não havia inaugurado :)

Se não tiver uma utilização pedagógica, com certeza vai ter uma ótima utilização pessoal... se vc gosta de ler!!

Pessoalmente nós aqui usamos o primeiro da lista, os outros não tive experiências!!!!

Se vc conhecer e puder nos dar outras dicas, fique à vontade!!

Abração!!!

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Como fazer um documentário com seus alunos em 7 passos!


Ei colega, que tal criar um documentário com a sua turma?

Gostou da ideia? Então vamos pensar em algumas soluções para que tudo dê certo.



Como fazer um documentário com seus alunos?

De forma bastante simplista, podemos dizer que documentário é um filme de não-ficção que aborda aspectos da vida real.

Muita gente pensa que um documentário é um registro da realidade, dos fatos, isento de opiniões , interpretações e dramatizações. Ledo engano, na realidade é muito difícil até para os cineastas definirem o limite entre ficção e documentário, já que este último também é uma interpretação da realidade a partir da ótica do documentarista. 

Como não existe sujeito histórico algum que seja neutro, um documentário traz consigo muito das opiniões e vivências do documentarista.


Só um instante, talvez você também possa se interessar por:

Veja 10 Motivos Para Docentes Criarem Um Canal No Youtube!



Agora, como organizar a turma?
É importante que seus alunos tenham ciência da importância de seu trabalho, para isso apresente a eles alguns documentários interessantes, no final deste post colocaremos uma lista de sugestões.




 1) Escolha um bom tema
Reuna a turma para que pensem juntos o tema do documentário. Mais interessante será se for um tema polêmico, que possa gerar discussão e opiniões dissonantes. O professor de português poderá falar sobre norma culta e português coloquial, História poderá fazer um documentário que traga à memória as historias do bairro e até mesmo da escola, Geo poderá falar sobre as diferenças entre centro e periferia, Matemática pode usar como tema preferencialmente assuntos do cotidiano do aluno pra que eles se sintam mais familiarizados e facilite o interesse... pra ter mais ideias, clique aqui e veja nossa postagem sobre como encontrar temas interessantes que possam ser inseridos nos conteúdos.



 2) Busque dados, informações, fontes.
Já pensaram em um tema? Então o próximo passo deverá ser pesquisar todos ou o máximo de relações possíveis a que podemos chegar com esse tema.
Você pode agendar umas aulas na sala de informática da sua escola pra dar uma força pros alunos na pesquisa, abaixo os links de três postagens aqui do blog que irão te auxiliar nessa tarefa!

- Refinando seus métodos de pesquisa na internet
- Avaliando a internet como fonte de informação para os alunos
- Pesquisando com os alunos nas redes sociais

A pesquisa deve ser pautada em uma hipótese sobre o tema, por exemplo, nossa hipótese inicial é de que as pessoas que falam mais português coloquial sofrem preconceito. À partir dai a pesquisa deve ser direcionada a confirmar ou negar isso.
Essa etapa será muito interessante para os alunos perceberem que há diferentes perspectivas a respeito do mesmo assunto. Também é um momento importante para o aluno se posicionar a respeito do assunto a ser trabalhado.
É importante saber o máximo possível sobre o assunto, se houver alguma produção cinematográfica sobre o assunto, exiba para os alunos ou indique para que assistam.
Arquivos, filmes, entrevistas, livros, tudo isso pode ser material de pesquisa. 




 3) Faça perguntas sobre o tema
Com a turma, elabore questões a serem respondidas no documentário. Discuta, debata com o grupo cada contradição, opiniões controversas, esse exercício é muito importante pois gera ideias de como, quando e com quem falar, em quais lugares ir  e o que de fato será inserido no filme.




 4) Defina funções
Após ampla discussão os alunos já estarão preparados para assumir funções bem definidas, diga a eles que é necessário aproveitar talentos e aptidões. Para concretizar o projeto é necessário dividi-los da seguinte forma:
          ·         Filmadores
Vão operar as câmeras ou celulares.
          ·         Roteiristas
Escrever uma espécie de guia para toda a equipe, é o filme escrito descrevendo cada cena, cada questão a ser apresentada.
O roteiro deve responder às questões principais:
O que? Assunto principal do documentário.
Quem? Personagens pricipais
Quando? Em que tempo?
Como? De que maneira o assunto será tratado, qual a sequência das cenas e as estratégias de abordagens. É com entrevista, dramatização, colagem...
Por que? É a justificativa para a pergunta : O que torna seu doc relevante, interessante e importante. 
         ·         Pesquisadores
Responsáveis por esclarecer conceitos e pesquisar pessoas a serem entrevistadas e lugares a serem filmados.
         ·         Editores
Farão o trabalho minucioso de editar todos os vídeos filmados de maneira interessante para que o espectador se interesse pela narrativa. Não podem se esquecer da música de fundo, da vinheta e de criar um trailer.




 5)     Cronograma
Um documentário é uma caixa de supressas e não precisamos ter total controle na narrativa, mas precisamos elaborar um cronograma bem específico de organização e gravação para que tudo corra bem.
Defina prazos para contatar todas as pessoas que serão entrevistas.
Agende com a equipe de filmagem datas e horários
Delimite tempo para a apresentação do material já filmado.
Trabalhe com prazos para os editores também.
Uma boa dica é montar um grupo em alguma rede social ou app de mensagem para acompanhar melhor todo o processo.




 6)      Revisão
Quanto o filme já estiver pronto assista com a turma, questione sobre o processo, se a hipótese inicial se confirmou, quais as dificuldades e novas descobertas, o que precisa ser mudado para que a versão final possa ser apresentada.




 7)      Lançamento
Depois de tanto trabalho e dedicação os alunos merecem uma boa cerimônia de lançamento. Convide professores, familiares, equipe escolar para assistir o filme e prestigiar os alunos.

Dicas
v  Conflitos surgirão com toda certeza, procure gerenciá-los deixando claro que há espaço para discordâncias já que é uma obra coletiva, e que todos os pontos de vista devem ser respeitados e valorizados como contribuições úteis para o sucesso do projeto.
v  Procure cultivar a empatia, ouça o que os alunos tem a apresentar, valorize seus argumentos e pontos de vista.
v  Mantenha a calma e procure ser positivo, lembre aos alunos de que o projeto vai ajudá-los a desenvolver várias habilidade, que será uma oportunidade diferente e divertida de aprender e que você está disposto a ajudar.

Lista de Documentários feitos por alunos:
-Tio Paulinho
-Lixo e Saúde
- A Queda
- Como funciona nossa escola
- Vida escolar em alta tensão
-Felicidade Invisível
- Identidade
- Colégio Padre Olivio
- Drogas



Na mídia:
 - Programa Nossa Cidade


Úteis:
 - Como fazer um roteiro
- Roteiro sem segredo
- Uma conversa sobre documentários - Formatos, linguagens e estilos

Artigos:
- Produção de Documentário como método de ensino e aprendizagem aplicado na E.E. Jardim das Flores em Matupá/MT
- Criação de Documentários pelos próprios alunos
- Web-Documentário: Uma ferramenta pedagógica para o mundo contemporâneo
- As possibilidades do uso do vídeo como recurso de aprendizagem em salas de aula do 5° ano

Algumas indicações que podem dar ideias:
- Ilha das flores
- A marcha dos pinguins
- Os capacetes brancos
- Nós que aqui estamos, por vós esperamos
- Ela fica linda quando está brava
- Começo da Vida
- O dia que durou 21 anos
- Quando sinto que já sei
- A educação Proibida
- Obsolescência Programada
- Alta Ansiedade, a Matemática do Caos
- Documentários sobre Física
- Química, uma história volátil
- Em busca dos elementos
- Mundo da química
- Indicações Revista Galileu
- Nosso amigo átomo
- A História da Matemática
- Pro dia nascer feliz
- Entre os muros da escola
- Tarja Branca
- Mitã


Comente conosco se você tem alguma experiência de prática pedagógica com documentário!!

Sua experiência pode ajudar muita gente!!

Grande Abraço

por Denise Desiderio





sábado, 6 de janeiro de 2018

10 Dicas para enfrentar o ano letivo!!


Feliz 2018 colegas!

Mais um ano se inicia e as expectativas de cada um começam a ficar maiores quanto mais perto chegamos do final do recesso!

Uns querem finalmente se aposentar, outros ver o resultado das transferências ou licenças.... alguns aguardam novas atribuições de aula, outros simplesmente aguardam o início as aulas e a isso se soma todos os outros problemas pessoais.

Nós como professores normalmente lidamos com todos os problemas estruturais das escolas e também com os problemas pessoais dos alunos ou pelo menos o reflexo desses problemas que aparecem em forma de indisciplina e isso muitas vezes nos distancia da beleza e importância do nosso trabalho; e claro, nenhuma gestão paga auxílio psicológico para professores... não conheço nenhuma!!!

Queríamos começar o ano dando algumas idéias para que você colega, não perca as esperanças, por que na nossa profissão, a esperança é uma necessidade, visto que o resultado do nosso trabalho não será mostrado aos nossos olhos, alguns alunos podem até estudar a vida toda na mesma escola, mas o resultado da nossa obra é o adulto cidadão.

Como todos os artigos do blog, as dicas vem de experiências minhas e da Denise e que se mostraram eficazes em nossa caminhada e posso dizer que a sala de aula para nós hoje em dia é bem menos belicosa, quem nos conhece sabe!




1 - Acredite que as situações podem ser mudadas e que você pode fazer parte dessas mudanças!! Se tem alguém tentando algo na escola não desanime a pessoa, tente ver o lado positivo das coisas e se puder, ajude!






2 - Exercite o amor próprio todos os dias. Só por ser professor já mostra que você é uma pessoa de valor e imaginando as dificuldades que você enfrenta diariamente, repita pra você mesmo como você é corajoso! Sua missão é nobre e sua importância incomensurável, não esqueça nunca!!






3 - Inicie um projeto pessoal que vá melhorar algo na sua vida e que você tem condições por atitudes próprias de realizar, assim você se sentirá motivado!





4 - Para o primeiro dia de aula, prepara AQUELA aula inaugural, sabe aquela que você sempre quis dar e sempre achou que seus alunos não iam conseguir acompanhar?? faça isso... uma aula diferenciada e tal, mas e se não der certo não se desanime, vai servir como termômetro para o resto do bimestre!





5 - Sabe aquele grupo de alunos que você sabe que vai dar problemas durante o ano.... pois é... delete todas as expectativas.... comece o ano do zero, vai tirar das suas costas o peso da ansiedade em encontrar essa galera e vai facilitar a empatia quando as aulas voltarem!




"Sou professor a favor da esperança que me anima apesar de tudo.
Sou professor contra o desengano que me consome e imobiliza.
Sou professor a favor da boniteza de minha própria prática, boniteza que dela some se não cuido do saber que devo ensinar, se não brigo por esse saber, se não luto pelas condições materiais necessárias sem as quais meu corpo, descuidado, corre o risco de se amofinar e de já não ser testemunho que deve ser de lutador pertinaz, que cansa, mas não desiste”.
Paulo Freire
Trecho de “Pedagogia da Autonomia” editora Paz e Terra





6 - Procure um bom livro na sua área, um que relembre como é bacana e importante sua matéria e o quanto você é apaixonado(a) pela sua área do saber... pode ser romance, ficção...





7 - Seja positiva(o) sem deixar de ser realista! Existem milhões de dificuldades, mas acredite que é possível superar ou contornar a maioria delas.





8 - Seja curioso(a), faça experiências, procure inovar pois a inovação te deixa mais "antenado" dá novas ideias e sensibiliza o aluno pra sua aula. Faça cursos e leia livros sobre temas da educação que lhe interessem.





9 - Não leve pelo lado pessoal!! Na maioria das vezes, os problemas com alunos, pais e colegas estão focados na sua autoridade como professor e não na sua situação como pessoa. Além disso, ser muito passional nos impede muitas vezes de lidar de uma forma mais apropriada com diversas circunstâncias.





10 - Evite usar termos pejorativos ao se referir a qualquer aluno! Isso cria em você uma antipatia natural, vai criar um peso em relação àquele aluno e isso vai te trazer muito stress. Além de ser no mínimo deselegante!



Abaixo um trecho de um depoimento do Prof Leandro Karnal onde ele fala sobre a relação do trabalho do docente e o futuro!



Adoraríamos que você deixasse nos comentários abaixo sua opinião sobre o artigo ou sua sugestão sobre algo pra completar a lista!

Grande abraço!!