quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Obrigado Professor


Vivemos tempos difíceis na área da educação em nosso pais.

Escrevo da capital de São Paulo, o Estado mais rico da nação. E se aqui é muito evidente o descaso e precariedade com o qual são gerenciadas nossas escolas e também o desrespeito com que são tratados os professores pelas autoridades, assim não e difícil imaginar as dificuldades que bravos professores precisam diuturnamente superar, verdadeiros absurdos em lugares mais afastados, ou as vezes nem mesmo muito afastados dos grandes centros.

Intencionamos com o Projeto Professor Wifi facilitar e aperfeiçoar o trabalho de professores com tecnologia mesmo sabendo que não muito longe da realidade de cada brasileiro existem escolas que não contam nem mesmo com encanamento ou cadeiras decentes; acreditamos, ainda assim que é importante seguir em frente e procurar auxiliar nossa categoria da melhor forma!

Este texto é escrito com muito carinho para que neste dia escolhido para homenagear nossa categoria, possamos também lembrar a nós mesmos e a todos os brasileiros do enorme valor do professor e refletir sobre o que cada um de nós pode fazer em prol de uma educação que pouco faz a favor de nossa categoria e nem mesmo em benefício daqueles que seriam a grande razão de ser do sistema de educação que são os alunos.

Além de levantar a reflexão sempre tão necessária na História, é sempre interessante falar sobre o fato em si, isto é, o porquê da data.

Bebendo de diversas fontes levantam-se dados interessantes, os documentos oficiais nos contam que no dia 15 de outubro de 1827 foi baixado um decreto por Dom Pedro I que dizia: 


Manda criar escolas de primeiras letras em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos do Império.
D. Pedro I, por Graça de Deus e unânime aclamação dos povos, Imperador Constitucional e Defensor Perpétuo do Brasil: Fazemos saber a todos os nossos súditos que a Assembleia Geral decretou e nós queremos a lei seguinte:
Art. 1º Em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos, haverão as escolas de primeiras letras que forem necessárias.


Mas é claro que criar escolas, ou aceitar a necessidade delas nada tem a ver com reconhecer a importância do trabalho dos docentes. Acontece que a data foi escolhida por Dom Pedro, por ter relação com a festa católica da Santa Teresa D’Avila que teria sido canonizada como Santa Doutora.(uma mulher reconhecida por seus livros escritos nos idos de 1500 é realmente de espantar!).

 "Ö Êxtase de Santa Teresa"
Igreja de Santa Maria della Vittoria, em 
Roma

  
As fontes divergem nesse caso, a data não era costumeiramente comemorada até algum momento de 1960 quando ela passou a ser usada como pausa nas atividades de sala para discussão dos problemas da categoria e troca de atividades. A transformação em feriado se deu qdo, ao que parece muitas escolas passaram a adotar o dia como pausa nas atividades de aula.

O mais importante é, no entanto, que tenhamos uma relação de amor com aquilo que nos propusemos a fazer e que tenhamos consciência da imensurável importância que temos na construção da estrutura da vida de cada um de nossos alunos.

Obrigado a todos!!!
E muita FORÇA!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário