terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Colega, Conheça 10 Sites De Jogos Pedagógicos Que Deixarão Sua Aula Ainda Mais Incrível!!

Olá colegas!

O assunto hoje é Gameficação!



Para quem não está familiarizado com o termo, significa a utilização de jogos para aumentar o engajamento de uma audiência em determinado assunto; no nosso caso, aumentar o interesse dos jovens em assuntos relativos à educação, às nossas aulas!

Este é um tema ainda pouquíssimo trabalhado ou conversado entre nossos pares, principalmente nas reuniões pedagógicas que eu tenho frequentado!

Também pudera, há pouca bibliografia sobre o tema para que professores e professoras possam se debruçar sobre e, apesar de alguns cursos particulares bem específicos, este não é um tema que tenha alguma influência direta de políticas públicas e também não há uma oferta realista de cursos.

Aqui abaixo, disponibilizamos dois ebooks gratuitos que você pode baixar e ler.... e nos enviar as suas impressões depois!


Clique na imagem para ser direcionado ao site de download

Clique na imagem para ser direcionado ao site de download
Então vamos abordar esse tema dividindo-o em duas postagens...

Na próxima postagem, falaremos sobre a criação de jogos em sí!

Hoje, abordaremos sites de games, explicando como, por que e por quem podem ser usados.

Primeiramente é legal falar sobre o papel do professor, que deve ser o potencializador do processo, encontrando jogos interessantes e fomentando a curiosidade do aluno, fazendo com que este continue no jogo, superando os desafios e aprendendo enquanto se diverte.

Outros fatores extremamente relevantes são:

Colaboração > Os jogos tem o fator colaborativo que auxilia sobremaneira o processo de ensino-aprendizagem, seja por que permite superar desafios em grupos, seja por que auxilia na apreensão do conteúdo, seja por que mostra quando é possível melhorar ou até ensinar e aprender novas técnicas.

Competitividade > Bem menos saudável no convívio cotidiano, a competitividade na gameficação permite que o aluno lide com sua auto-estima e tente sempre superar os colegas, fazendo com que todos se empenhem mais ainda na resolução do problema proposto pelo jogo. As vitórias conquistadas também são um diferencial para os jovens, portanto, a tendência é a seguinte, quanto mais vitórias o aluno conseguir, mas entusiasmado para novas vitórias ele ficará!

Desempenho > É muito fácil para os alunos imersos nos jogos, perceberem seu grau de desempenho; uma fase que se passa fácil demais, outra que é necessário repetir várias vezes, isso torna melhor tanto para aluno quanto para professor diagnosticar e avaliar o desempenho, além disso é possível desta forma pesar os resultados e fazer avaliações mais detalhadas e assim antecipar possíveis dificuldades que o aluno tem, tornando o trabalho do professor mais eficaz!


Entre outras vantagens podemos citar com tranquilidade:

-motivação
-criação de abertura para diálogo
-implementação de desafios a serem solucionados,
-apresentação de novas narrativas, o que cria novo repertório para o aluno
-aumento da empatia na relação professor-aluno
-melhoria nas notas
-novas bagagens para que o aluno se aproprie e se envolva
-criação de um ambiente onde aprendizado e diversão caminham juntos
-novas abordagens para velhos conteúdos




E finalmente eis uma lista com sites incríveis onde você e seus alunos podem se divertir brincando.

Claro que você pode criar todo um plano de aula, indicando quais as habilidades que vc pretende exercitar nos seus alunos, mas isso fica por conta de sua criatividade!

Quero deixar um agradecimento ao colega Fábio, professor de matemática, que me indicou esses dois primeiros links e que cuja conversa inspirou este artigo!

CURRÍCULO + > Este na verdade é um site da secretaria de educação do Estado de SP que agrega uma ENORME quantidade de links para sites de jogos pedagógicos e outros recursos digitais que podem ser usado em sala de aula.
Se você não for de SP, não se preocupe, os links não precisam de nenhum tipo de login especial. São dezenas de links, divirta-se!!


NOAS > Site com jogos extremamente bacanas e interessantes. São em sua maioria, jogos nos moldes que os alunos gostam, com fases, chefes, tiros, mistério.. mas todos com uma temática focada exclusivamente para o ensino. Navegando pelo site vc escolhe a matéria que quer estudar e aparecem diversos jogos.
Dê uma fuçada, encontre jogos que se encaixem no seu conteúdo, jogue e depois apresente para os alunos.. jogue com eles na sala de informática, enfim..


ESCOLA GAMES > Este site é mais genérico, mas tem muitos jogos que cabem perfeitamente no currículo do ensino fundamental e também do ensino básico.

JOGOS GEOGRÁFICOS >  Como o nome diz, site com diversos jogos que podem ser usados pelo professor de Geografia

JOGO ERA FEUDAL >  Área do site destinada exclusivamente a este jogo da era Feudal, onde o professor de História pode trabalhar esse período de forma que haja bastante interação




JOGOS DE FÍSICA > Aprender a tabela periódica nunca foi tão divertido

JOGOS DE BIOLOGIA > Este endereço possui inúmeros jogos interativos na área de biologia, cujos temas vão desde o desenvolvimento celular até a criação de partículas! Vale muito a pena!

BIOLOGIA CELULAR > Um Blog destinado a apresentar e a propor, aos professores de Biologia e de Ciências, tecnologias educacionais para a introdução e o ensino dos conteúdos de Biologia Celular no Ensino Médio e no Ensino Fundamental

SÓMATEMÁTICA > São inúmeros joguinhos, mas não são queles jogos com gráficos empolgantes, mas com certeza abarcam muito do conteúdo da matéria para ensino fundamental e médio!

MANGAHIGH > Site fantástico que vai deixar os professores de matemática super entusiasmados! É preciso fazer registro!

Agora você já tem uma ideia divertida para montar suas aulas para o ano que vem!

Aproveite as férias para jogar e ter ideias de atividades!


Na próxima postagem falaremos sobre como o professor pode criar seu próprio ambientes de gameficação!

Obrigado pela sua atenção e compartilhe este conteúdo se você achar que foi útil!

Se inscreva também em nosso blog para receber as postagens atualizadas!

Grande abraço!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Nossos alunos vivem na era da PÓS-VERDADE! Como lidar com isso?

E aí gente!

Hoje eu queria falar sobre um tema que tomei conhecimento a alguns dias, mas que tem tudo a ver com nossa realidade, não só como cidadãos, mas também como professores.

Você conhece o conceito de PÓS-VERDADE?


Seguinte, todo ano, a OXFORD DICTIONARIES escolhe uma palavra ou termo que eles elegem como PALAVRA DO ANO, escolhida por um juri com base no "potencial duradouro" e na "significância cultural"..... ano passado foi escolhido não uma palavra, mas um emoticon...
Nos últimos anos tem sido predominante a escolha de termos relacionados ao universo da interação digital, hábito que tem se tornado cada vez mais constante em nossa sociedade!


Este ano a palavra escolhida foi a PÓS-VERDADE, que tem como significado a apropriação de conteúdos digitais falsos, mas em que a população tem convicção, em detrimento de verdades comprovadas com fatos.

Resumindo, segundo a Oxford, Pós-Verdade é relativo a ou que denota circunstâncias nas quais fatos objetivos são menos influenciadores na formação da opinião pública do que apelas à emoção ou à crença pessoal! 

Como exemplos claros disso podemos citar a saída da Inglaterra da União Europeia, pois grande parte da culpa pelo resultado do referendo, seria que os britânicos estariam acreditando em várias mentiras espalhadas pela internet. Outro exemplo são as afirmações de Donald Trump, que com uma grande gama de informações erradas, acabou convencendo os americanos de que seria a melhor opção para a Casa Branca.

Aqui no Brasil também vivemos essa situação profundamente com todos os fatos e repercussões da Operação Lava-Jato, por exemplo, que apesar de ser uma investigação extremamente importante e de resultados relevantes para o país, tem em cada uma de suas operações, milhares de informações falsas que vazam e acabam por influenciar as pessoas, sem que elas nem pensem em procurar uma fonte real, ou pior, acreditem nos boatos mesmo sabendo que provas factuais sobre aquela informação não existem!



Para nós professores essa situação já seria inusitada e de digestão um tanto complexa, mas é extremamente importante lembrarmos de um ponto a mais.....  de nossos jovens alunos que estão imersos nas redes e acabam consumindo um conteúdo sem filtros e totalmente carregado de desinformação!

Imaginem suas aulas, onde os alunos passam a contestar dados passados pelo professor, que são embasados e pesquisados reiteradamente com fontes seguras, simplesmente por que o aluno tem uma convicção diferente e se vê no direito de defender uma ideia sem que ela tenha nenhuma base sólida ou científica.

Podemos estar exagerando, mas devemos nos perguntar para onde vai essa educação tradicional, já que sabemos que hoje em dia,diferente de anos atrás o professor já não é mais o banco de informações que passa aos alunos aquelas que eles precisam saber?

Não é de hoje que alunos se questionam: "Pra que professores se tudo o que ensinam na escola está na internet?"


Você já ouviu isso? Eu já em diversas ocasiões e diversas turmas diferentes também!

Não podemos nos furtar ao fato de que o papel do professor está passando por uma grave crise no que se refere à sua importância em nossa sociedade, pois já somos desvalorizados como categoria, por mais absurdo que possa parecer e agora, também, aos poucos estamos perdendo o espaço no que se refere à sermos referência para assuntos sérios e de profundidade!

Imaginemos um futuro próximo, onde nossos jovens serão futuros cidadãos e como tal, já não precisam de informações coerentes, coesas e embasada em fatos, basta que os meios de comunicação ou os grupos que estes cidadãos frequentam lhes digam que uma coisa é verdade, que nada mais poderá tirar essa ideia deles.

Infelizmente sabemos da diminuição da capacidade crítica de nossos alunos, fenômeno que aumenta a cada dia, assim é impossível não fazer relação dessa situação de dificuldades de interpretação que muitos deles passam, com a possibilidade de acreditar em algo só por que este algo foi repetido pelas redes sociais.... pessoalmente acredito que isso é muito atrativo para essa molecada que sofre tanto para a assimilação de conteúdo nesse nosso modelo de educação falido e ultrapassado.

Leia outros artigos sobre como lidar com mentiras, boatos e desinformação na internet em sua prática pedagógica! Basta clicar nos links abaixo:

-Refinando seus métodos de pesquisa na internet
-Pesquisando nas Redes Sociais
-Avaliando a Internet como fonte de informação para os alunos

Portanto é importante que olhemos mais de perto essas situações assim como também é importante que nos policiemos para estar sempre um passo à frente de quaisquer hábitos que venham empobrecer o processo de ensino aprendizagem ao qual somos todos ligados tanto pela escola, quanto pelo futuro da sociedade; pois como professores, e aqui uso as palavras de Leandro Karnal, somos fadados à esperança, pois o resultado de nosso trabalho só vai poder ser visto quando nosso jovem aluno está inserido na sociedade! Então temos que viver tendo esperança que o resultado do nosso trabalho será construtivo e dará certo!

Comente abaixo sobre o tema colega, vamos discutir e trocar experiências para que nossos resultados sejam melhores!

Grande abraço

Até a próxima e obrigado por acompanhar o blog!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Colega docente... Aproveite o Facebook para receber os trabalhos dos alunos!!!

Olá colegas!

Escrevo nas últimas semanas de aula de 2016 e com certeza já tem muita gente tranquila em relação ao preenchimento dos diários e tal, mas também imagino que muitos colegas ainda estão recebendo trabalhos e correndo para fechar e entregar as notas finais!

Queria deixar uma dica que... provavelmente chega atrasada aos colegas, afinal já estamos no meio de dezembro, mas ainda assim pode ajudar muitos e muitas de vocês a partir do ano que vem.

A dica é referente ao uso do Facebook.
Na verdade, se trata de receber os trabalhos através do Face!

Primeiro é legal lembrar que optando por esse caminho, não é necessário adicionar os alunos como amigos, basta orientar o aluno a abrir a caixa de mensagens do Facebook, clicar em nova mensagem e pedir para ele procurar o seu nome.
Feito isso ele anexa o arquivo, como se fosse um e-mail e envia.
Peça para o aluno clicar em Mensagens e
assim que a janela abrir, escrever o seu nome(do professor).
Não é necessário solicitação de amizade para receber esta mensagem
Assim que o nome do professor for localizado, o aluno deve clicar no ícone anexar(identificado um clipe de papel)
para anexar o arquivo onde salvou o trabalho. Depois é só dar enter que o anexo vai para o destinatário escolhido

Pronto, agora o aluno já enviou!!

ATENÇÃO! Para receber mensagens de quem não é seu amigo no Facebook, você deve seguir um outro caminho.
Veja as imagens abaixo:


Na página inicial do seu Perfil, clique em "mensagens"
na lateral

Escolha a aba "solicitações de mensagem" e
veja as mensagens enviadas a você por pessoas
que não são seus amigos no Facebook

Eu recomento essa estratégia em várias situações, mas principalmente se você tiver dado a atividade já na sala de informática, pq eles podem otimizar o uso dos recursos e melhorar a utilização dos dados pesquisados, bastando pra isso que abram o editor de texto(word por exemplo) e já comecem ou terminem o trabalho pedido ali mesmo!

Clique aqui e veja mais formas de usar o Facebook nas suas atividades pedagógicas!

Existe a possibilidade de usar também o e-mail, mas já adianto que quando tentei usar o e-mal, esbarrei na falta de familiaridade que a maioria dos alunos tem com essa ferramenta, problema que não ocorre com o Facebook.

Pessoalmente não costumo ter problemas maiores em relação ao acesso de outros sites, eu muitas vezes até libero que eles ouçam música e usem o Facebook, contanto que a atividade chegue até mim com qualidade, sempre deixo avisado que nestas circunstâncias sou mais rigoroso com a correção!

Bem, espero que você possa testar essa dica e que as coisas saiam tão bem para você quanto costumam sair para mim e para a Denise.

Não deixe de comentar abaixo se sua experiência deu certo!!

Grande abraço

Paulo Desiderio