quarta-feira, 29 de abril de 2015

Você conhece seus alunos?

FORÇA Colegas!!

Sobre o artigo de hoje, eu tenho esperado pra escrevê-lo já a algum tempo, pois queria poder compartilhar com vcs depois de já ter executado a prática com uma turma nova... mas não rolou a turma nova e eu decidi escrever mesmo assim pra não deixar a ideia "suspensa" por mais tempo!!

Gente, em nosso convívio constante com os alunos, acabamos por conhecer certas características deles... seja individualmente ou em grupo. Mas se essa percepção (de quem realmente é o aluno) ficar só no que percebemos passivamente, com certeza nossa visão se torna um tanto opaca no que se refere a certos atributos que são importantes para uma coexistência mais produtiva, que é necessária à nossa profissão.

Um dos fatores de sucesso para qualquer palestrante é conhecer sua audiência, assim como também é importante pra um padre conhecer sua freguesia e com certeza é relevante e pertinente que professores conheçam seus alunos, ou sua "clientela" como alguns costumam se referir à comunidade escolar....  (devo deixar claro que não sou afeito a essa última definição)

Onde quero chegar? Pois bem, o foco por aqui é a tecnologia, então o que proponho é saber mais sobre hábitos e costumes dos nossos alunos neste sentido, e de quebra unir estas informações com outras importantes sobre cultura e sociedade, para que possamos saber mais sobre esse jovem e poder assim refinar nossa prática diária nas aulas.

Você pode fazer um questionário para toda a sala pra levantar informações de forma geral, não é necessário perguntas pessoais e nem fazê-las diretamente a cada aluno. Basta que você consiga levantar o perfil por classe, para que em posse desse diagnóstico vc possa preparar atividades mais consistentes e próximas à realidade destes alunos... e, no mínimo, o resultado deste feeling com certeza vai influir na sensibilidade destes alunos em relação à sua aula!!

O perfil aluno de hoje não é mais aquele que comparecia à escola com um forte sentimento de disciplina e objetividade.... o mundo hoje é bem diferente de 15 ou 20 anos atrás, principalmente no que se refere à tecnologia. Basta lembrar que a 15 anos atrás não existiam redes sociais, a 10 anos atrás não existia Facebook, e hoje isso tudo influi diretamente na nossa vida pessoal e profissional. E não podemos negar que na vida dos jovens o peso disso tudo é ainda maior.

Esse artigo quentinho do UOL (saiu hoje... Jung chamaria de sincronicidade), é interessante para percebermos como a tecnologia está cada vez mais imbricada no cotidiano de cada um. Os dados são do Pnad de 2013, então podemos crer que os números são ainda maiores.

Clique aqui para ver o artigo

Por exemplo, a pesquisa mostra que:
Os jovens entre 15 e 17 anos são os mais conectados no Brasil. Nesse grupo de idade, o índice de acesso à internet é de 75,7%.

É difícil imaginar que a Educação possa ser efetivamente transformadora em uma sociedade que perante tantas transformações, permanece a mesma que era antes... que foi sempre...
(já basta as barreiras impostas pelo Estado)

Pessoalmente criei uma lista de perguntas a serem respondidas pela sala em grupo e não por cada aluno, também evitei perguntas pessoais e expositivas... como local onde mora e se possui celular ou computador, por exemplo, pois com certeza os jovens mudariam suas respostas... vc sabe.. pra não ficar feio no grupo... Por isso também acredito fazer uma pergunta de cada vez e pra sala toda, marcando o total de alunos e depois a porcentagem que representa do total da sala.

Tipo: Quantos alunos tem facebook? aí vc marca quantos tem facebook e qual a porcentagem de alunos que tem em relação à sala...
fica muito mais fácil programar atividades tendo informações como esta, não acha?

Intercalei perguntas sobre suas atividades como cidadão, para que eles mesmo possam começar a fazer estas relações, e para que eu possa saber como estes alunos veem o mundo, através de qual olhar, o que esperam...

Acredito que aplicar isso em uma sala nova, onde estamos começando a dar aula é mais produtivo, mas ao aplicar para uma classe que você já conhece... bem você vai perceber que na verdade só achava que conhecia!!!

É necessário ter em mente que cada questão pode gerar na sala inúmeros debates e levantamentos, com certeza isso tem enorme valor, mas cabe se atentar para o tempo.

Vou deixar à disposição a lista que eu mesmo fiz, mas cada professor pode fazer a sua, baseada na sua realidade, da sua região e dos seus alunos.

Bem gente, é isso... conhecer nosso aluno é demasiado importante pois cada atividade, cada aula, terá um resultado melhor se nos atentarmos para as particularidades das turmas. Posso dizer até que muitas vezes isso nos fará tomar decisões mais acertadas.



Espero que assim como as outras atividades, esta também possa fazer do seu trabalho mais gratificante, divertido e melhor aproveitado, além de frutificar na forma de melhores resultados para você e seu aluno,

Aproveitem e dêem uma olhada nestes 2 artigos indicados abaixo que tem muitíssimo a ver com essa postagem de hoje, basta clicar:
Quando sinto que já sei, e a relação Professor X Aluno
Jovens e Multitarefas


Fiquem à vontade para comentar, criticar, opinar e compartilhar.

Grande abraço gente!!

E força, por que ser professor no Brasil é cada dia um desafio maior!!!

2 comentários:

  1. Muito obrigado!! E parabéns pelas suas atividades também!! E pela iniciativa de divulgá-las!! Muito legal seu trabalho!! Vamos se falando!

    ResponderExcluir