quarta-feira, 30 de abril de 2014

Noções de privacidade na web

        Como prometido no último post, vamos falar neste texto sobre as noções de público e privado de nossos alunos nas redes sociais.
      Nas últimas décadas tem ocorrido uma desestabilização destes dois conceitos. As características do mundo digital bagunçaram o entendimento coletivo do que é público e do que é restrito e privado.
      Temos hoje exposições de problemas, discussões, ofensas pessoais, provocações, tudo isto acontecendo simultaneamente nas redes sociais.
      Muitas pessoas não entendem bem esta nova relação entre individuo e exposição. O que queremos deixar claro é que concordamos com o artigo 5 inciso X da constituição Federal que assegura ser invioláveis a privacidade, a honra e a imagem das pessoas. Também compreendemos que é de responsabilidade do individuo de acordo com seus ideais, vivencias e intencionalidades escolher o que de sua vida deve ser divulgada, compartilhada e curtida nas redes sociais.
        Mas será que não cabe dentro deste tema uma discussão ampla sobre as consequências de se expor?
       Entendemos que sim e no começo deste ano realizamos algumas atividades com os alunos a esse respeito.
       Nosso tema gerador (tema de acordo com o currículo exigido para o 9 ano) era a Revolução industrial, para compreendermos as transformações ocorridas devido ao avanço tecnológico entre o século XVIII e XIX procuramos mapear com os alunos quais tecnologias eles utilizam para se comunicar. Depois deste processo, fizemos o exercício de investigar quais eram os meios de comunicação no período estudado e se eles eram acessíveis.
        Tentamos imaginar se havia a possibilidade de se exposição, de comunicação tão facilmente como temos hoje, chegamos à conclusão de que nosso momento histórico também é único e que as novas tecnologias nos trazem muitas possibilidades positivas e negativas.

      Neste ponto paramos e discutimos a respeito dos aspectos positivos e negativos proporcionados pelas redes sociais. Separamos algumas charges para os alunos analisarem e opinarem:
Algumas questões norteadoras foram propostas para que a discussão fluísse sem fugir do foco e para nossa surpresa constatamos que a maioria dos alunos está a par desta discussão e possuem opiniões formadas a esse respeito. Em seus post, mesmo aqueles que possuem um conteúdo que evidencia problemas pessoais, conflitos com outras pessoas, opiniões indiscretas, em cada um destes posts existe uma intencionalidade concreta.
        Há também uma responsabilidade maior em se preservar de assédios, eles se preocupam com a questão da pedofilia por exemplo. Longe de forcarmos os educandos a se enquadrarem em noções de privacidade de gerações anteriores, nossa discussão foi enriquecida por opiniões divergentes, por alunos que possuem claro objetivo de ficar famoso na internet, por um grupo minoritário que nem mesmo foto posta, por aqueles que decidem expor apenas momentos felizes e por outros que não veem problema algum em publicar decepções, tristezas, términos de relacionamento.
       
Ótimo assunto para um artigo de opinião nas aulas de português, analise da evolução da tecnologia nas aulas de historia, mapeamento das formas de comunicação ao redor do mundo nas aulas de geografia, na influencia da tecnologia na produção artística nos esportes. Enfim, o tema gerador pode ser de acordo com a criatividade e conteúdo trabalhado por cada professor, as discussões são relevantes e esclarecedoras. Tente você também e compartilhe conosco sua experiência.


Até a próxima.
por Denise Desiderio

Nenhum comentário:

Postar um comentário