terça-feira, 1 de abril de 2014

Jogar aprendendo ou aprender jogando!?

         
Essa é mais uma escola que aposta no lúdico para trabalhar a construção do pensamento através de atividades pedagógicas. Porém esta escola foi criada baseando-se completamente na ideia de jogos..
         Se trata de uma "Escola Pública Experimental" na cidade de Nova York chamada Quest To Learn(conhecida na internet por Q2L), ou busca para aprender. Um caso bem peculiar, a escola começou a ser planejada a partir de 2007 com a união de grupos como a Fundação McArthur e a Fundação Bill Gates juntamente com uma ong chamada Institute of Play, organização criada por desenvolvedores de jogos digitais para trabalhar exclusivamente o potencial dos jogos sobre a educação.
        Por dois anos os currículo e a grade da escola foram planejados para que fossem utilizados somente jogos no processo de aprendizagem. As matérias como conhecemos foram inseridas em eixos que norteariam o processo de aprendizagem a partir de moldes de jogos.

       Como?
     Cada aprendizado é como se fosse uma fase, com etapas para cumprir, inimigos a derrotar e obstáculos a transpor.
     A cada período de dez semanas, os jovens passam por aprendizados baseados em jogos criados pelos professores. Uma jogo de Historia por exemplo poderia se passar na segunda guerra onde o aluno deveria tomar decisões relativas à política, comércio e diplomacia. Jogos de matemática podem ser mistérios relativos à quadros que envolvem vários cálculos usados pelos pintores de várias épocas.

     Ao final das fases, nas duas últimas semanas do ano vêm as fases dos chefes, onde os conhecimentos serão postos à prova em uma modalidade de avaliação extremamente diferente do que estamos acostumados.
     Para derrotar os "Chefões", os alunos são incentivados a construir conhecimento baseado nos conceitos teóricos e aprendizados práticos adquiridos nas fases anteriores. Nesta fase é necessária pesquisa e todo o processo é acompanhado por uma banda de professores que faz a avaliação final. Em caso de aprovação, o aluno pula de estágio, ou seja, passa de ano.

       
A escola utiliza tanto jogos digitais como jogos de tabuleiro ou ainda jogos inventados pelos alunos. A forma de avaliação também é regulamentada com a aprovação dos estudantes, que podem inclusive alterá-la caso encontrem forma mais eficaz.

Interessante, não??



Nenhum comentário:

Postar um comentário